Entenda como funciona a política de compliance em construtoras

Descubra toda a importância de uma política de compliance para as construtoras que desejam manter suas atividades dentro da legalidade.
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

A sua construtora já possui uma política de compliance? O termo se refere ao processo de garantir que sua empresa e funcionários sigam as leis, regulamentos, padrões e práticas éticas que se aplicam ao mercado imobiliário.

Atuar sempre dentro dos limites legais e com base ética é essencial para qualquer construtora que busca sucesso em longo prazo. Trata-se de uma maneira de gerar um impacto positivo na sociedade e garantir a continuidade das operações – sem complicações ou penalidades.

Uma política de compliance ajuda a prevenir e detectar violações de regras em seu negócio. E, por isso, é essencial estabelecer normas, alinhando a organização para que seja possível se concentrar nos objetivos mais amplos sem complicações.

Neste artigo vamos entender melhor como funciona esse conceito na prática. Confira!

O que é uma política de compliance?

O “compliance” é um termo que significa estar em conformidade com a legislação. Ele está relacionado à conduta de uma empresa e o cumprimento de todas as regras dos órgãos reguladores.

De forma bem resumida, podemos compreender como a capacidade de cumprir as leis e regulamentos. Ou seja, esse conceito abrange todas as políticas, regras, controles internos e externos com os quais as empresas do mercado imobiliário devem seguir.

Cada organização deve buscar conhecer suas próprias obrigações, conforme as exigências legais pertinentes. Uma política de compliance pode incluir diversos pontos de grande importância, como:

– Impacto ambiental;

– Proteção dos dados de clientes;

– Ética e transparência;

– Concorrência e licitações;

– Obrigações fiscais e trabalhistas;

– Responsabilidade social;

– Registro adequado das transações imobiliárias.

A importância do compliance

Uma política de compliance pode ser um fator diferencial para qualquer empresa do mercado imobiliário. Ficar distante das complicações legais é ótimo para minimizar riscos e manter uma boa reputação no mercado. Além disso, a organização consegue executar atividades com mais tranquilidade e segurança.

Veja alguns dos principais fatores que ajudam a compreender a importância do compliance:

Problemas legais reduzidos

O resultado mais óbvio de uma política de compliance é que ela diminui o risco de multas, interrupções no trabalho, ações judiciais ou encerramento de negócios. Em vez de esperar ser autuado pelos órgãos reguladores, você pode atuar pro ativamente para identificar falhas e corrigi-las.

Medidas de segurança e bem-estar

O cumprimento das obrigações legais geralmente está relacionado à proteção da saúde, segurança e bem-estar de outras pessoas. Quando você constrói um edifício, as normas devem ser seguidas para aumentar a segurança dos profissionais que trabalham nas obras, assim como das pessoas que vão morar no local futuramente, certo?

Por isso, é importante ter mais controle sobre as exigências técnicas relacionadas à construção civil.

Construção de uma boa reputação

Quando você cumpre suas obrigações legais, pode divulgá-las de forma institucional, o que aumenta a credibilidade da sua incorporadora. Além disso, o simples fato de manter distância de situações irregulares permite que você construa uma boa imagem diante do seu público.

E essa reputação é positiva de diversas formas – principalmente quando pensamos no crescimento em longo prazo. Você pode ganhar a confiança de fornecedores com mais facilidade, atrair e manter talentos para sua equipe e ainda conquistar novos clientes.

Maior retenção de funcionários

Muitas das exigências que devem compor uma política de compliance tratam da proteção dos funcionários. Quanto mais a equipe sentir que trabalha em um ambiente justo, profissional e seguro, maior a probabilidade de permanecerem na empresa.

Mais que isso: qualquer profissional deseja trabalhar em uma empresa consciente de suas responsabilidades. Portanto, seguir todas as normas legais é uma ótima maneira de garantir que os funcionários queiram continuar trabalhando na sua construtora.

Atualização constante

A atualização constante não é um benefício, e sim uma necessidade. É preciso ficar sempre atento em relação às novas exigências que podem surgir. Um ótimo exemplo disso é a preocupação em adequar os processos internos da construtora para cumprir as diretrizes da LGPD.

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) define como as empresas devem tratar dados de brasileiros e passa a valer a partir de agosto de 2020. Assim, torna-se importante criar uma política de compliance sobre a forma como a construtora gerencia os dados, por exemplo.

Essa política de gerenciamento de dados deve incluir a criação de novas diretrizes para gerenciar os dados, definir a finalidade para a captação de dados, tempo de armazenamento, o profissional responsável pelos relatórios, entre outras normas internas. Tudo isso visando a proteção dos clientes.

Como implementar e acompanhar o processo de compliance?

Você deseja implementar uma política de compliance na sua construtora? Então veja essas dicas que vão ajudá-lo a colocar isso em prática:

1. Tenha domínio sobre as exigências legais

Procure conhecer profundamente as exigências legais em relação à construção, regularização e vendas dos empreendimentos da sua incorporadora. Para isso, é possível considerar a contratação de um profissional, mesmo que terceirizado, que tenha experiência em lidar com essa supervisão.

2. Crie uma política de compliance

Elabore um código de ética que sirva como guia para a conduta exigida de gestores, colaboradores, fornecedores, parceiros, contratantes e outras pessoas se relacionam com a construtora.

3. Instrua toda a equipe

Garanta que toda a equipe receba o treinamento necessário para que possam cumprir todas as regras. Além disso, é importante modificar a cultura empresarial para que todos tenham mais consciência sobre a importância dessas normas.

4. Faça um monitoramento constante 

Não deixe de monitorar constantemente o cumprimento de todas as normas legais. Além disso, você também deve estabelecer processos de auditoria e controle interno para apurar possíveis irregularidades.

Promova o crescimento da construtora com o compliance!

Muitas regras e regulamentos podem ajudá-lo mais que prejudicá-lo. Por exemplo, regras de segurança ajudam a evitar lesões, acidentes ou outras situações que prejudicariam os resultados da organização.

Ou seja, as normas legais não podem ser interpretadas somente como exigências onerosas para a sua construtora. Na verdade, o objetivo é justamente , e criar um ecossistema que funcione adequadamente para que você possa desenvolver suas atividades comerciais.

Você já conhecia o conceito de política de compliance? Como você avalia as condutas da sua construtora? Deixe o seu comentário.

Equipe Facilita
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Veja mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

app Facilita Blog © 2019. Todos os direitos reservados.