Conecte-se conosco

Gestão

Gestão por indicadores em construtora: 3 dicas para começar

Publicado a

I

Ilustração sobre kpis e gestão por indicadores

Você sabe quanto tempo os seus corretores gastam, em média, para fechar uma negociação, desde o primeiro contato até o fechamento da venda? Tem conhecimento sobre o retorno médio trazido por cada um deles para a sua construtora? Sabe ainda quantas vendas são efetivadas mensalmente? Se a resposta para todas essas perguntas é sim, você está no caminho certo. Entretanto, lamentamos dizer que essas informações não contemplam nem metade do que você precisa saber para gerir a sua empresa e os seus colaboradores com eficiência e assertividade. Para isso, você precisar contar com uma gestão por indicadores (KPIs) para a sua construtora.

Mas, o que seria uma gestão de indicadores e como começar a fazê-la da forma correta? Esclarecer essas dúvidas é exatamente o objetivo do artigo de hoje. Nele, mostraremos o porquê que a gestão por indicadores é uma alternativa viável e ainda disponibilizaremos algumas dicas de por onde começar na hora de implementar esse tipo de gestão em sua construtora. Acompanhe: 

Afinal, como a gestão por indicadores (KPIs) pode ajudar minha construtora?

A expressão KPI (Key Performance Indicator) pode ser traduzida como Indicador-Chave de Performance, em português. A sigla faz referência aos índices utilizados para medir como determinadas ações atendem a certos objetivos. Na maioria dos casos, eles estão relacionados aos principais processos do negócio.

Vale lembrar que KPIs não devem ser confundidas com métricas. Ou seja, métricas são vistas apenas como algo a ser medido. Em contrapartida, os KPIs são indicadores importantes para um objetivo. Se uma métrica passa a ser relevante para a estratégia, ela é vista como um indicador-chave.

Sabia que grande parte dos donos de construtoras ignoram os KPIs para construtora, mas a atividade é tão importante quanto o próprio planejamento estratégico do negócio? Afinal, é dessa forma que vamos levantar informações relevantes que ajudam não só o plano de negócios, mas também a própria gestão de colaboradores e de resultados.

Por exemplo, imagine a seguinte situação: você está em um balão de ar, viajando entre dois municípios. Pense como é possível saber se está indo no caminho certo ou se as coisas estão andando bem? A resposta é simples: você precisa de equipamentos que indiquem a altura exata do balão, qual a sua velocidade, qual a direção que está indo, há quanto tempo está voando, quantos quilômetros faltam para chegar. Sem esses dados, você estará perdido.

O mesmo acontece em sua construtora. Assim, sem uma gestão por indicadores efetiva a sua empresa nunca encontrará o rumo correto. Mas, por onde começar? Continue lendo o nosso post e entenda:

Quais os principais KPIs para a sua construtora?

1. Taxa de conversão por origem

De forma mais ampla, a taxa de conversão é calculada ao verificar quantos clientes criados e atendidos em um período dividido pela quantidade de vendas nessa mesma faixa de tempo. Por exemplo: se temos 202 leads criados, sendo que 37 fecharam venda, então, a taxa de conversão é de 18,32%. Importante acompanhar por um relatório, como o BI abaixo:

gestão por indicadores

Depois é necessário aprofundar a análise para descobrir a taxa de conversão por origem (ou canal). Ou seja, qual a taxa de conversão dos clientes que foram criados, a partir, por exemplo, do Facebook, site ou mesmo pelos clientes que visitaram o stand. Seguindo o exemplo acima, ao filtrar por origem, a taxa de conversão do Facebook foi de 10,42%:

gestão por indicadores

Além disso, é imperativo acompanhar de perto quais os canais que mais obtiveram retorno em taxa de conversão e ainda dar o devido feedback para cada equipe responsável.

2.Tempo de atendimento

Um outro KPI é o tempo de atendimento, que impacta diretamente na efetivação da venda e na satisfação do cliente.

No setor imobiliário, os clientes acreditam ser aceitável serem atendidos em até 24 horas. Contudo, segundo pesquisas recentes, contatos realizados nos primeiros cinco minutos aumentam a chance de sucesso em 100 vezes. 

Por isso, desde o primeiro contato até a entrega das chaves e o pós-venda, o cliente deseja ser atendido rapidamente para sentir-se bem auxiliado pela empresa sobre do processo da obra.

Outro ponto que precisa ser levado em consideração é o tempo gasto para dar um retorno e atender leads (possíveis clientes que demonstraram interesse em um determinado produto da sua empresa), que são atraídos pelas campanhas digitais realizadas pela sua construtora.

Por exemplo, quando o departamento de marketing da sua empresa promove anúncios no Facebook e essa campanha é assertiva, consequentemente, ela vai atrair leads e, por esse motivo, é imprescindível que corretor de imóveis não demore para entrar em contato com o possível cliente.  

Nesse sentido, um ponto que deve ser levado em consideração é o Tempo Médio de Atendimento (TMA), que é dividido em duas partes:

  1. tempo entre o lead ser gerado por uma campanha e receber o primeiro atendimento;
  2. tempo entre o cliente mudar de etapa de atendimento e ter o primeiro registro de atendimento no CRM. Por exemplo: tempo entre o cliente entrar na etapa “proposta” e, na sequência, o responsável registrar a aprovação.

gestão por indicadores

3.Gestão por indicadores

O importante é definir bem a sua gestão por indicadores, porém o mais importante é medir esses indicadores constantemente. No caso do mercado imobiliário, o importante é levar em consideração as seguintes KPIs:

  • taxa de conversão (geral e por origem);
  • ticket médio de venda;
  •  tempo gasto para o primeiro atendimento.

Com o tempo, você pode fazer ajustes e descobrir quais realmente estão relacionadas ao sucesso e quais são apenas métricas. Acima de tudo, lembre-se que a lógica em KPIs é: “se não dá para medir, não vale a pena fazer”.

O que você achou do conteúdo de hoje sobre gestão por indicadores em sua construtora? Ele foi útil para você? Conte para a gente nos comentários! Não deixe de ler também o nosso artigo sobre os principais desafios na gestão de atendimentos no mercado imobiliário!

Continue lendo
Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

8 dicas para estruturar o setor de vendas da sua construtora

Confira um passo a passo que vai ajudá-lo a estruturar o setor de vendas da sua construtora para otimizar os resultados conquistados.

Publicado a

I

Por melhores que sejam os empreendimentos da sua construtora, você precisa estruturar um setor de vendas eficiente para proporcionar uma melhor experiência para consumidores e agilizar seu ciclo de vendas.

Essa estruturação permite a evolução dos atendimentos do seu time comercial, evitando que leads sejam desperdiçados ou que o processo de compra seja lento e burocrático não apenas para clientes, mas também para sua construtora.

Mas como estruturar o setor de vendas? Neste artigo veremos algumas dicas pontuais que vão guiá-lo ao longo da criação do seu processo comercial.

8 passos para estruturar o setor de vendas da sua construtora

Estruturar o setor de vendas parece uma tarefa desafiadora, mas é essencial para sua equipe conquistar resultados. Quando o fluxo de etapas está bem encaixado, seu time se torna mais eficiente no aproveitamento das oportunidades.

Ao seguir esses 8 passos, você conseguirá estruturar um setor de vendas produtivo e eficiente em sua construtora:

1. Tipo de equipe comercial: corretores internos ou externos?

Construtoras podem ter tanto equipes de vendas internas (house) ou externas (corretores de mercado). No caso de equipe externas, o maior desafio é manter um relacionamento próximo com eles, pois são muito profissionais que também trabalham com outras construtoras. Ou seja, eles não trabalham exclusivamente com a sua empresa.

No caso de corretores internos, é muito fácil ter um acompanhamento mais próximo. Geralmente, eles atendem leads gerados pelo marketing mesmo, oferecendo um atendimento ágil e eficiente.

Sua construtora pode ser composta por corretores internos e externos. Neste caso, não esqueça de adaptar o seu fluxo de atendimento e seu funil de vendas para cada tipo de equipe. Essa é uma decisão que influencia a forma como esses profissionais estarão integrados com seu negócio.

2. Conheça o perfil ideal de cliente

Não faz sentido gastar tempo e esforço perseguindo as perspectivas erradas. Portanto, lembre-se de conhecer bem o perfil ideal de cliente: qual a média da renda, tamanho da família, interesses, necessidades e etc.

É preciso também saber informações mais precisas sobre esse público: Quais são suas principais objeções? Quais são as suas fontes de informação? O que ele valoriza em um atendimento?

Ao dominar essas informações, será possível estruturar processos que realmente são capazes de entregar uma experiência satisfatória para este perfil em especial.

3. Defina um fluxo de processos

Quais são as etapas que devem ser percorridas após um lead ser identificado como oportunidade? Quantos contatos devem ser feitos antes de descartar um lead? Existe um processo de pré-atendimento para qualificar os leads?

Essas são questões muito importantes para guiar a rotina de toda a sua equipe comercial. Quando existe um fluxo de processos bem organizado e claro para todos, essas atividades ocorrem naturalmente – seguindo as estratégias traçadas para otimizar os resultados de vendas.

4. Escolha muito bem sua equipe

Você precisará de bons corretores para colocar os planejamentos em prática. Por isso, a escolha de uma equipe engajada é um passo essencial se você deseja colher bons resultados.

Neste momento, é preciso que você defina quais características você está buscando nos profissionais que vão compor a sua equipe de vendas – incluindo tanto habilidades técnicas quanto comportamentais. Ao acertar nas contratações, você está dando um grande passo em direção ao sucesso.

5. Invista na capacitação frequente

A área comercial está em constante evolução. Por isso, você certamente deseja que os corretores estejam sempre atualizados em relação às melhores técnicas de vendas e sobre o mercado imobiliário, não é?

Esse é outro aspecto fundamental para um setor de vendas vencedor. Invista sempre na capacitação da sua equipe: novos cursos, treinamentos de negociação e feedbacks constantes.

6. Defina metas de vendas realistas em seu plano de vendas

Um setor de vendas deve ser orientado para resultados, certo? Para colocar isso em prática, nada melhor do que definir metas para a sua equipe. Dessa forma, os corretores possuem um norte para seguir.

Existe uma arte em definir metas de vendas adequadas, pois se elas forem muito difíceis ou fáceis de alcançar, isso mata a motivação. Quando estabelecidas corretamente, os corretores saberão o que é necessário para prosperar e permanecer motivados até atingirem as metas.

7. Monitore as métricas

As métricas permitem entender como seus esforços atuais afetam o sucesso da sua construtora e fornece informações sobre o que você pode fazer para aumentar seus esforços – seja contratando mais corretores, redistribuindo tarefas, incorporando novas ferramentas ou revendo o fluxo de processos.

As principais métricas que você pode acompanhar incluem:

  1. CAC (Custo de Aquisição de Cliente), que indica quanto sua construtora precisa investir para conquistar novos clientes;

  2. Ciclo de vendas, que é o tempo médio que um lead leva para virar cliente;

  3. Taxa de conversão, que indica a eficiência de cada etapa do processo de vendas;

  4. ROI (retorno sobre o investimento), que representa o quanto as ações de vendas e marketing geraram de retorno.

Além disso, ainda existe a possibilidade de monitorar métricas individuais para avaliar o desempenho dos corretores. Nesse caso, você pode acompanhar os seguintes indicadores:

  1. Quantidade de prospecções e oportunidades;

  2. Quantidade de visitas realizadas e negócios fechados;

  3. Follow up para leads cadastrados como oportunidade futura;

  4. Taxa de conversão de cada fase do funil de vendas.

8. Não deixe de se apoiar na tecnologia

Por fim, não deixe de incorporar as tecnologias aos processos do seu setor de vendas. Com a evolução da tecnologia, existem cada vez mais soluções digitais capazes de automatizar processos e simplificar a rotina dos corretores e dos gestores.

Você pode encontrar aplicativos voltados para o mercado imobiliário com recursos que geram mais liberdade e reduzem a burocracia das operações. Dessa forma, o setor de vendas ganha mais mobilidade para vender e gerenciar – tornando todo o processo de vendas digital.

Veja alguns dos principais recursos que você pode encontrar: gerenciamento de leads, reserva de unidades, tabelas de valores atualizadas, materiais de venda à disposição, envio de propostas para o cliente, funil de vendas personalizado, integração entre ferramentas, entre outros.

Você gostou das dicas para estruturar o setor de vendas da sua construtora? Quer descobrir mais sobre a importância da tecnologia para alavancar seus resultados? Então conheça o App Facilita.

Continue lendo

Dicas

Como aumentar as vendas do mercado imobiliário na internet?

A Internet transformou, não só a forma como as pessoas se comunicam, mas também como consomem produtos e serviços. Com os mecanismos de buscas, as redes sociais e uma mídia mais barata e retorno mensurável, empresas de diversos segmentos já entenderam e começaram a apostar no marketing digital como ponto de estratégia para criar relacionamentos com […]

Publicado a

I

A Internet transformou, não só a forma como as pessoas se comunicam, mas também como consomem produtos e serviços. Com os mecanismos de buscas, as redes sociais e uma mídia mais barata e retorno mensurável, empresas de diversos segmentos já entenderam e começaram a apostar no marketing digital como ponto de estratégia para criar relacionamentos com o cliente e vender mais imóveis.

(mais…)

Continue lendo

Dicas

Pós-venda imobiliário: mantenha seu cliente apaixonado

Descubra como um pós-venda imobiliário contribui para manter seus clientes apaixonados e impacta no sucesso da sua construtora.

Publicado a

I

Imagine que o cliente assinou o contrato oficializando a compra de um imóvel… Após semanas de negociações, o corretor finalmente conseguiu cumprir o seu objetivo… Agora o trabalho chegou ao fim e é hora de pensar no próximo cliente, certo? Nada disso!

(mais…)

Continue lendo

mais acessados do Blog

pt_BRPortuguese