Moura Dubeux é a segunda construtora a abrir capital em 2020

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Ontem, a construtora Moura Dubeux, sediada em Recife (PE), abriu seu capital na Bolsa de Valores (IPO), B3, se consolidando como a maior empresa do mercado imobiliário na região Nordeste. Com ações na faixa de R$18,50, a construtora levantou R$1,2 bilhão em sua oferta inicial.

Sobre a Moura Dubeux

Com 35 anos de experiência no mercado imobiliário, a Moura Dubeux é a maior incorporadora do Nordeste. Focada no segmento de alto padrão, possui a maior quota de mercado em Recife, Fortaleza e Natal.

Desde 2010, a Moura Dubeux construiu mais de 3,5 milhões de m² e lançou 20 mil unidades, distribuídas em 217 empreendimentos. Em 2018, concluiu sete empreendimentos, com 175,4 mil m² e 1.671 unidades.

Expansão da incorporadora

Parte do valor arrecadado na abertura de mercado será investido no crescimento e aperfeiçoamento dos processos da construtora.

O Nordeste é o 2º maior do setor imobiliário no país, representando R$76,5 bilhões do VGV do mercado brasileiro. Afinal, a região possui 57 milhões de pessoas (28% da população do país). Por isso, o foco de expansão estará no Nordeste.

Expandir os lançamentos anuais de R$400 milhões em 2019 para R$1,5 bilhão em 2025 é o principal plano da Moura Dubeux. No ano passado, por exemplo, as vendas totalizaram R$800 milhões, ajudando a vender todos os estoques.

Tecnologia no Processo de Vendas

O Facilita está com a Moura Dubeux neste crescimento: com o app, mais de 600 corretores de mercado, que trabalham com a construtora, conseguem todas as informações atualizadas sobre empreendimentos na palma da mão.

Assim, os gestores podem focar em escalar seu processo de vendas, enquanto os corretores focam no que realmente importa: oferecer um atendimento ágil, eficiente e personalizado para clientes.

Mitre também estreia na Bolsa e mercado aponta crescimento

Nos últimos anos, a crise econômica afetou o mercado imobiliário, com a queda de vendas, aumento de estoques e diminuição de lançamentos. Desde o ano passado, com a oferta de novos créditos e taxas de juros mais baixas, o mercado tem crescido gradualmente.

As expectativas para 2020 são altas. A Mitre estreou na Bolsa logo no início de fevereiro, sendo o primeiro IPO de uma construtora residencial desde o ano de 2009. Ou seja, depois de uma década sem estreias, as construtoras estão voltando a cogitar este tipo de investimento.

Especialistas apontam a queda da taxa Selic, de 4,5% para 4,25% ao ano, como um dos principais motivos para o sucesso das construtoras na Bolsa. Afinal, este é um piso histórico da Selic, o quinto corte da taxa após um período de 16 meses de estabilidade.

Nessa expectativa de otimismo, construtoras e incorporadoras estão se preparando para tornar seu processo de vendas mais escalável e aproveitar mais oportunidades, com a ajuda da tecnologia.

A Brasal, uma das 100 maiores incorporadoras do Brasil, consegue, por exemplo, comunicar informações atualizadas sobre empreendimentos para mais de 657 corretores de mercado. O que oferece mais autonomia para a equipe comercial e mais controle para gestores.

Não fique de fora deste crescimento! Saiba como a tecnologia pode simplificar seus processos de vendas e ajudar a vencer os desafios específicos do seu segmento. Assista o vídeo de demonstração do Facilita!

Equipe Facilita
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Veja mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

app Facilita Blog © 2019. Todos os direitos reservados.