Conecte-se conosco

Mercado Imobiliário

Ainda vale a pena comprar imóvel na planta em 2022?

Publicado a

I

Depois de muitas mudanças com o impacto da pandemia, muitos se perguntam se ainda vale a pena comprar um imóvel na planta em 2022.

O fato é que muitos setores da economia tiveram prejuízos com os efeitos da pandemia, enquanto outros se mantiveram ou até mesmo cresceram com a crise.

No que tange o mercado imobiliário, investir em um imóvel neste ano de 2022 pode ser uma escolha segura e que traz muitas oportunidades.

Não importa o ano, milhões de brasileiros sonham com a casa própria e querem investir em imóveis para moradia ou investimento. Para que esse sonho se concretize, é importante acompanhar de perto os movimentos do mercado, os juros e a inflação.

Em comparação ao ano de 2020, 2021 foi um sucesso para o setor imobiliário, com R$ 255 bilhões destinados ao financiamento pelo SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), uma alta de 46%.

Já 2022 começou um pouco mais complicado devido ao aumento da taxa Selic, que em 2021 estava em 2% e em fevereiro de 2022 já estava em 10,75%.

Mesmo assim, as expectativas são de uma alta de 2% nos financiamentos este ano, segundo a Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança).

Neste artigo vamos abordar melhor essas questões para você decidir se vale a pena comprar seu imóvel na planta ainda este ano. Continue lendo e confira.

Devo comprar um imóvel em 2022?

Se você trabalha com mão de obra temporária e terceirização ou nos mais diversos segmentos do mercado e vinha se planejando para comprar seu apartamento, não precisa abandonar a ideia, mas deve ter atenção a alguns fatores, tais como:

  • O momento da economia;
  • O planejamento;
  • O fator da pandemia;
  • O impacto da taxa Selic.

Com estes aspectos monitorados, certamente você saberá qual a melhor escolha a ser feita, podendo investir tranquilamente em seu imóvel.

Momento da economia

Um dos primeiros parâmetros a serem acompanhados se seu desejo é comprar um imóvel em 2022 são os juros.

No cenário atual, a taxa Selic, que referencia a cobrança de juros no país, está mais alta, influenciando no valor do financiamento imobiliário, por isso talvez seja melhor poupar no primeiro semestre.

A partir do momento que você conta com mais recursos em mãos, pode procurar as melhores oportunidades, como garantir uma entrada maior, de forma a não depender tanto do crédito imobiliário.

O aumento da taxa Selic afeta todos os setores da economia, como uma empresa de prestação de serviços de instalações elétricas.

Planejamento

O grande segredo do momento é o planejamento, uma vez que a situação econômica do país exige organização. Mesmo com a alta da taxa Selic e da inflação, corroendo os ganhos dos brasileiros, o mercado se encontra aquecido.

O que ocorreu no início do ano foi um equilíbrio entre a oferta e a demanda, mostrando um momento próspero no setor. E vale ressaltar que a expectativa é que depois das eleições, a taxa Selic comece a cair novamente.

Vale a consulta a uma boa empresa de avaliação de imoveis valor, propiciando que você faça as melhores escolhas.

Fator pandemia

Com uma situação controlada da pandemia, com boa parte dos adultos imunizados e com a vacina chegando às crianças, a roda da economia tende a voltar a girar.

A pandemia trouxe também algumas revoluções para o setor imobiliário, como a digitalização, o que facilita as negociações e aquece ainda mais o mercado.

Como a taxa Selic impacta minha compra?

A alta na taxa Selic não é uma boa notícia para o mercado imobiliário, pois as pessoas pagam mais caro para a obtenção de crédito no financiamento.

A melhor época foi quando a taxa Selic estava longe dos dois dígitos, funcionando da seguinte forma: a cada dois pontos percentuais, ocorre um reajuste feito pelos bancos para a concessão de crédito.

No caso das instituições financeiras privadas, sempre que a Selic sobe é preciso repassar o aumento ao consumidor.

A situação melhora quando se trata de um banco público, como a Caixa Econômica Federal, que responde a dois terços do crédito imobiliário no Brasil. Esse banco do Governo Federal anunciou que não vai reajustar suas linhas de crédito em 2022.

Essa é uma boa notícia para quem cuida de sua gestão de patrimonio familiar, que quer financiar um imóvel sem sofrer tanto com a alta da taxa Selic. Dessa forma, quem deseja comprar seu imóvel pelo banco Federal e investir, acaba sendo beneficiado.

A Caixa Econômica Federal está bem financeiramente para segurar essa alta da Selic, conseguindo bancar sua decisão. Agora é ver a situação dos juros aplicados nos bancos privados.

Imóveis ainda são bons investimentos?

Já há um longo período o setor imobiliário é tido como um dos mais rentáveis e seguros para se investir, e é um mercado que vem se fortalecendo. Para quem se pergunta se ainda vale a pena comprar um imóvel na planta em 2022, a resposta é sim.

O mercado imobiliário já teve seus momentos difíceis, mas essa é uma fase boa, sendo que o ramo é um dos principais motores da economia do país.

Basta analisar o desempenho do segmento durante o período de pandemia, no qual a construção civil e o serviço de gerenciamento de obras apresentou um excelente desempenho.

Reflexos da pandemia

Os impactos gerados pela pandemia no modo de vida das pessoas é inegável, e o setor imobiliário sentiu isso fortemente.

Principalmente relacionado ao isolamento social, muitas pessoas modificaram seu olhar sobre suas próprias casas, pedindo algo mais completo. Podemos dizer que as pessoas passaram a dar mais valor para suas casas e apartamentos após a crise.

A prioridade de muitos agora é ter um bom home office e/ou espaço suficiente para que todos os familiares tenham privacidade. E mesmo quem não trabalha em casa busca a comodidade de morar mais perto do seu trabalho.

Uma empresa de portaria para condomínio pôde perceber como as pessoas passaram a valorizar mais seu espaço, aumentando o valor agregado dos imóveis, o que, por sua vez, aquece ainda mais o setor imobiliário.

Ainda é seguro

Independentemente da crise que vier, o mercado imobiliário se mantém resiliente, mesmo nos períodos de baixa. Para quem tem o sonho de investir em sua casa ou apartamento neste ano de 2022, estará fazendo um ótimo investimento.

Um bom exemplo disso, que uma boa consultoria tributária pode aconselhar, é o investimento nos fundos imobiliários, uma ótima escolha para quem quer incrementar sua carteira, pois é seguro e traz uma boa rentabilidade.

Essa mesma rentabilidade pode ser observada no caso de quem procura um imóvel para morar, pois ele tende a se valorizar com o tempo.

Dependendo de fatores como a localização e a conservação do imóvel, um apartamento adquirido por R$ 300 mil pode chegar a valer até R$ 600 mil depois de um tempo.

Como investir em imóvel em 2022? 

Após ver que a perspectiva de se investir em um imóvel em 2022 é algo positivo, vale algumas dicas para escolher o melhor imóvel para você.

Analise a região 

Neste momento de grande decisão para sua vida e de sua família, é importante pensar na estruturação financeira, e isso inclui investir bem seu dinheiro.

Preste muita atenção na localização do imóvel que escolher, tanto para seu próprio benefício, quanto para revender ou alugar.

Esse será um fator preponderante para que seu imóvel se valorize com o tempo, e para que você obtenha um bom retorno no futuro.

Dessa forma, pesquise um bom bairro, que vá atender às suas necessidades e a de inquilinos futuros. Pense nos mais diferentes aspectos, como infraestrutura, segurança e lazer, escolhendo o empreendimento certo para você.

Estude o imóvel 

Além de garantir um bom negócio com uma boa localização, é fundamental conhecer de perto o imóvel que irá adquirir. Uma vez visitando o imóvel, avalie todo o potencial que ele tem para lhe oferecer, estudando suas características.

Na compra de um imóvel ainda na planta, visite o apartamento decorado que representa o resultado final, pesquise detalhes, observe e visite o canteiro de obras e pesquise sobre a construtora.

Entenda as tendências 

Uma das melhores formas de identificar uma boa opção de imóvel para comprar ou investir é avaliando as tendências do mercado. Se um empreendimento está em alta, tende a significar boas oportunidades de negócio para você.

Para fazer uma boa avaliação de tendências, é preciso saber qual é seu objetivo real ao adquirir o imóvel.

Observe a construção 

Tanto por questões de segurança, mas também para saber se o imóvel atende suas expectativas, é preciso analisar o processo de construção.

Por isso é fundamental procurar por uma construtora de confiança, que seja referência no mercado imobiliário. Você deve optar por empresas que tenham altos padrões de qualidade e de sustentabilidade, o que vai valorizar mais ainda seu investimento.

Considerações finais

O mercado imobiliário sempre foi um mercado sólido e robusto, e comprar seu imóvel em 2022 ainda é uma boa oportunidade.

Esse mercado continua sendo um dos mais seguros e rentáveis, seja para investidores ou para quem procura sua casa ou apartamento próprios.

A equipe do Guia de Investimento desenvolve centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos. Saiba mais em: https://www.guiadeinvestimento.com.br/

Continue lendo

Gestão

Como organizar a gestão e aumentar a produtividade: um guia para gestores

Soluções inteligentes para superar a desorganização e ganhar eficiência operacional e estratégica.

Publicado a

I

Gerenciar uma construtora ou incorporadora pode ser uma tarefa desafiadora, especialmente quando se trata de lidar com a desorganização, a falta de tempo e a ansiedade relacionada às operações diárias. Para muitos gestores, a sensação de estar constantemente perdido pode ser esmagadora, afetando não apenas sua produtividade, mas também o desempenho geral da empresa.

Neste artigo, vamos explorar estratégias eficazes para organizar a gestão, começando por identificar as áreas prioritárias, entender por onde começar e apresentar ferramentas que podem ajudar os gestores a superar os desafios comuns enfrentados no dia a dia. Vamos mergulhar fundo nas dores relatadas pelos gestores e oferecer soluções práticas para colocar as coisas no lugar e aumentar a produtividade. Vamos lá!

Como organizar a gestão: por onde começar?

Para muitos gestores, o primeiro passo para organizar a gestão é identificar as áreas que mais contribuem para a desorganização e a falta de eficiência. Isso pode incluir 3 pontos principais:

  • Centralização de Informações: Muitas vezes, as informações críticas sobre empreendimentos, clientes e vendas estão dispersas em vários sistemas ou planilhas, dificultando o acesso e a tomada de decisões rápidas.
  • Gestão de Equipe: A falta de comunicação eficaz e de uma estrutura clara de responsabilidades pode levar a atrasos e duplicações de esforços, prejudicando a produtividade da equipe.
  • Controle de Vendas e Atendimento: A falta de visibilidade sobre o progresso das vendas, o status dos leads e o desempenho da equipe de atendimento pode resultar em perda de oportunidades e insatisfação do cliente.

Quais atividades priorizar?

Ao organizar a gestão, é importante priorizar atividades que ofereçam o maior impacto e retorno sobre o investimento de tempo e recursos. Algumas áreas que os gestores devem considerar priorizar incluem:

  • Implementação de um CRM: Uma solução de CRM (Customer Relationship Management) pode ajudar a centralizar todas as informações relacionadas aos clientes, empreendimentos e vendas, proporcionando uma visão holística do pipeline de vendas e facilitando a comunicação interna.
  • Automatização de processos: Identifique tarefas repetitivas ou manuais que consomem tempo e recursos preciosos e busque soluções de automação para simplificar esses processos. Isso pode incluir o envio automático de e-mails, a geração de relatórios automatizados e a criação de fluxos de trabalho padronizados.
  • Treinamento da equipe: Investir no desenvolvimento da equipe é fundamental para aumentar a eficiência operacional e garantir que todos estejam alinhados com os objetivos e processos da empresa. Ofereça treinamentos regulares sobre o uso de ferramentas e sistemas, bem como técnicas de vendas e atendimento ao cliente.

Quais ferramentas podem ajudar?

Existem várias ferramentas disponíveis no mercado projetadas especificamente para ajudar os gestores a organizar suas operações e aumentar a produtividade. Algumas opções populares incluem:

  • CRM Personalizado: Opte por uma solução de CRM que atenda às necessidades específicas do mercado imobiliário, oferecendo recursos como gestão de leads, automação de marketing, acompanhamento de vendas e relatórios personalizados.
  • Plataforma de Gestão de Vendas: Uma plataforma dedicada à gestão de vendas pode fornecer uma visão abrangente do pipeline de vendas, permitindo que os gestores monitorem o progresso das vendas, identifiquem áreas de melhoria e tomem decisões informadas.
  • Ferramentas de Comunicação e Colaboração: Utilize ferramentas de comunicação e colaboração, como Slack, Microsoft Teams ou Google Workspace, para facilitar a comunicação interna, compartilhar documentos e coordenar projetos entre os membros da equipe.

Organize a gestão!

Organizar a gestão pode parecer uma tarefa assustadora, mas com a abordagem certa e as ferramentas adequadas, os gestores podem superar a desorganização, aumentar a eficiência operacional e impulsionar o sucesso da empresa. Ao identificar as áreas prioritárias, priorizar atividades-chave e utilizar ferramentas inteligentes, os gestores podem transformar sua empresa em uma máquina bem oleada e produtiva.

Se você é um gestor em busca de soluções para suas dores de desorganização, falta de tempo e ansiedade operacional, não hesite em explorar as opções disponíveis e implementar mudanças positivas em sua empresa. A organização é a chave para o sucesso, comece hoje mesmo!

Continue lendo

Mercado Imobiliário

Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos

Publicado a

I

Você já se perguntou quais são os segredos por trás do sucesso no mercado imobiliário? Quais estratégias e insights impulsionam as vendas de incorporações e loteamentos? Recentemente, tivemos o prazer de sediar um webinar exclusivo que ofereceu acesso privilegiado aos resultados e perspectivas mais recentes sobre esse setor em constante evolução. Junte-se a nós enquanto exploramos os principais destaques do webinar “Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos”, uma iniciativa colaborativa organizada pela Facilita Vendas em conjunto com a Brain Inteligência Estratégica, CUPOLA e DNA de Vendas.

Participantes do  Webinar

Durante o webinar, os participantes tiveram a oportunidade única de ouvir e interagir com especialistas do setor, incluindo:

  • Glauco Farnezi, CEO da Facilita Vendas
  • Guilherme Werner, Sócio-Consultor da Brain Inteligência Estratégica
  • Lucia Haracemiv, CEO da DNA de Vendas
  • Kariny Martins, Sócia da CUPOLA

Esses líderes de mercado compartilharam suas perspectivas, experiências e insights sobre as tendências atuais, desafios enfrentados e oportunidades emergentes no mercado de incorporação e loteamentos.

Destaques do Webinar

Durante o webinar, os participantes tiveram acesso exclusivo aos resultados do “Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos”, uma pesquisa abrangente que oferece uma visão detalhada do mercado imobiliário. Alguns dos principais destaques incluíram:

  • Tendências de mercado: Os especialistas discutiram as tendências mais recentes no mercado imobiliário, destacando áreas de crescimento e oportunidades emergentes para incorporadores e loteadores.
  • Desafios enfrentados: Foram abordados os desafios comuns enfrentados pelos profissionais do setor, desde a gestão de leads até a estruturação de equipes de vendas e o cumprimento das regulamentações, como a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).
  • Estratégias de sucesso: Os participantes receberam insights valiosos sobre as estratégias mais eficazes para impulsionar as vendas, incluindo o papel fundamental da tecnologia, a importância do pré-atendimento e a análise avançada de dados.
  • Benchmarking: O webinar ofereceu uma oportunidade única para os participantes realizarem benchmarking com os resultados apresentados, permitindo que comparassem seu desempenho com as métricas e práticas exemplares identificadas na pesquisa e, disponibilizando o relatório do Panorama completo, gratuitamente.

Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos

O relatório do “Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos” foi uma iniciativa colaborativa organizada pela Facilita Vendas em conjunto com a Brain Inteligência Estratégica, CUPOLA e DNA de Vendas. Essas empresas líderes uniram forças para fornecer uma análise abrangente e especializada do mercado imobiliário, oferecendo insights valiosos para profissionais do setor.

Para ter acesso ao relatório completo do “Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos”, que inclui o Benchmarking de vendas feito com mais de 260 gestores comerciais de incorporadoras e loteadoras em todo o Brasil, clique no botão:

O Webinar “Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos” foi (e ainda é, assista clicando aqui) uma oportunidade imperdível para profissionais do mercado imobiliário obterem insights exclusivos, compartilharem conhecimentos e se manterem atualizados sobre as tendências mais recentes do setor. Agradecemos a todos os participantes e especialistas que contribuíram para tornar este evento um sucesso e esperamos continuar oferecendo conteúdo relevante e informativo no futuro.

Mantenha-se conectado conosco para futuras atualizações e eventos do setor imobiliário. Estamos comprometidos em fornecer as ferramentas e informações necessárias para impulsionar o seu sucesso no mercado de incorporação e loteamentos. Que tal experimentar o Fácil? Facilita!

Continue lendo

Mercado Imobiliário

Selic cai para 10,75%, mas imóveis tendem a subir: O que isso significa?

Publicado a

I

O Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou mais uma redução na taxa básica de juros, a Selic, deixando-a em 10,75% ao ano. Essa é a sexta queda consecutiva, trazendo a taxa de volta ao patamar de fevereiro de 2022. A decisão foi unânime e alinha-se às expectativas do mercado financeiro.

No entanto, há uma nuance interessante nesta redução. O Banco Central sinalizou uma possível desaceleração no ritmo de cortes, indicando que a próxima redução, prevista para maio, poderá ser de mesma magnitude, e não necessariamente seguirá o padrão das últimas reduções. Essa mudança de tom reflete a necessidade de maior flexibilidade diante do cenário econômico atual.

Embora a queda da Selic seja uma boa notícia para quem busca crédito mais barato, ela pode ter um impacto surpreendente no mercado imobiliário. Especialistas apontam que, com a redução dos juros, os preços dos imóveis tendem a subir.

Por que os imóveis tendem a subir?

Quando os juros estão em queda, o custo de financiamento de imóveis também diminui. Isso pode incentivar mais pessoas a buscar financiamentos e investir no setor imobiliário. Como resultado, a demanda por imóveis aumenta, o que, por sua vez, pode levar a um aumento nos preços.

Além disso, a redução da Selic torna outras formas de investimento menos atrativas, levando os investidores a buscar alternativas, como o mercado imobiliário, que historicamente oferece retornos sólidos a longo prazo.

Diante desse cenário, é importante considerar aproveitar os preços relativamente mais baixos dos imóveis agora, pois há expectativas de aumentos expressivos à medida que os juros continuam a diminuir.

É válido lembrar também que a queda nos juros pode tornar mais vantajosa a portabilidade de financiamentos imobiliários, possibilitando a troca por taxas mais atrativas.

Continue lendo

mais acessados do Blog

pt_BRPortuguese