Conecte-se conosco

Mercado Imobiliário

Dicas de gestão financeira para construtoras

Publicado a

I

Trabalhar com uma boa gestão financeira é um passo essencial para que uma companhia tenha a possibilidade de se destacar em sua área. Sendo possível tomar conta de todos os ativos associados a uma companhia, como os seus gastos e suas responsabilidades.

Tópicos esses que precisam ser administrados da melhor maneira possível, para assim garantir com que os lucros obtidos através de suas transações comerciais de fato alcancem um nível esperado por tal companhia. Algo que leve ao crescimento desse negócio.

Até porque os ganhos reais de um projeto só são revelados após o pagamento de todas as dívidas desse empreendimento, custeando todo o investimento aplicado em tal negócio. Como os gastos com farinha, manteiga e outros ingredientes para a confecção de um bolo.

Qualquer lucro obtido com a venda desse bolo deverá ser descontado das despesas com esses materiais. Isso sem contar com qualquer outro ônus associado a esse empreendimento, como nos gastos com aplicação de resina em piso em uma padaria.

Algo que pode ser apontado para os mais diversos tipos de negócios, tanto aqueles de pequeno porte, como uma loja de doces que acaba de abrir suas portas, como também para um grande conglomerado que atua há anos no mercado, lidando com suas obrigações.

Para ambos esses perfis, a aplicação de um sistema otimizado de organização financeira pode fazer com que esses empreendimentos alcancem melhores resultados dentro de suas respectivas áreas, possibilitando até mesmo a sua expansão em sua área de negócios.

Como uma empresa de projetos hidráulicos que oferece os seus serviços para o público nacional e planeja expandir sua companhia para trabalhar também com o mercado internacional, colocando-se em um campo maior de deveres, muitos de base financeira.

Mas para que seja possível trabalhar com esse conceito de gestão financeira, garantindo assim um melhor índice de sucesso para um negócio, primeiro se deve compreender quais são as características associadas a esse tipo de sistema de organização fiscal.

Do que se trata uma gestão financeira?

A administração de um negócio depende de uma série variada de responsabilidades. Algo que cresce na medida do tamanho de tal empreendimento, com os desafios a se alcançar, o sucesso em uma empresa estando alinhados aos seus objetivos a serem conquistados.

Entre os setores que precisam de uma boa gestão, é válido destacar a área financeira de tal companhia. Pois é a partir do fluxo de caixa dessa companhia, com a saída e entrada de recursos, que será possível definir o nível real de performance que um negócio obtém.

Nesse sentido, uma gestão financeira se refere a organização de uma série de tópicos que envolvem algum tipo de valor econômico, tais como:

  • Custos com material;
  • Pagamento de profissionais;
  • Realização de parcerias comerciais;
  • Cumprimento de contratos.

Dados esses que devem ser ordenados de maneira complexa, para garantir com que um empresa construção e reforma consiga ter sucesso em suas ações, para o bem tanto da companhia em si como para seu público.

Uma organização financeira que apresenta benefícios também para as construtoras. Empreendimentos que normalmente lidam com grandes ativos financeiros, para garantir a construção adequada das obras às quais essa empresa se responsabilizou em levantar.

Uma gestão que será responsável para que uma construtora consiga se manter dentro do mercado, além de outros objetivos, como no seu projeto de expansão, por exemplo. Situação onde é esperado crescer não só os clientes, mas também as suas finanças.

Sistema de gestão que trabalha de uma forma geral com a relação entre os gastos e ganhos de uma empresa e que com base nessa associação encontrar de fato o valor de mercado de uma construtora.

Sendo importante, por exemplo, descontar do valor da venda de um imóvel os mais diversos custos necessários para levantar tal espaço, como a instalação de portas, a manutenção em elevadores no caso de um prédio, entre outras despesas.

E para se ter um controle adequado sobre a gestão do seu negócio, é indicado que uma construtora passe a adotar algumas práticas que a ajudem nesse sentido.

Táticas para otimizar a sua gestão financeira

A gestão econômica de um projeto é baseada em seguir uma série de diretrizes financeiras, estabelecidas justamente para garantir com que um negócio tenha melhores chances de despontar em sua área. Práticas que auxiliam então o setor de administração.

Contudo, a sua aplicação deve se expandir por todas as áreas de uma companhia, desde o time de produção, até a equipe de marketing. Todos a lideram com uma relação de lucros e gastos, para que seja possível para uma construtora despontar dentro do mercado.

E para se certificar de qual tão gestão otimizada pode ser aplicada ao seu negócio é importante ter atenção às dicas que estão listadas logo abaixo.

Desenvolva um cronograma aperfeiçoado

O desenvolvimento de um cronograma de ações e de objetivos é algo que se recomenda a qualquer tipo de negócio. Contudo, a sua construção deve estar alinhada à realidade financeira deste empreendimento, tornando viável a conclusão de seus propósitos.

Um sistema que ao ser bem estruturado pode até mesmo permitir com que uma construtora conheça melhor a si mesma. Uma ação capaz de garantir que os seus objetivos comerciais sejam definidos e concluídos em um período específico de tempo.

Cronograma esse que pode ser dividido entre todas as equipes que fazem parte da composição desse negócio.

Faça um lançamento de suas dívidas

Após estabelecer um calendário adequado para a sua empreitada, é preciso também preencher as planilhas que poderão ser usadas como base para o seu cronograma de atividades comerciais.

Nesse sentido, algo importante a ser destacado são as despesas mensais desse negócio. Como o pagamento dos seus funcionários, a quitação de um projeto de infraestrutura de instalações elétricas, entre outros custos trabalhados por tal empreendimento.

O uso de softwares pode ser benéfico, ajudando a organizar tais despesas em um sistema digital de fácil acesso.

Controle a relação de custos e ganhos

Para que um negócio consiga se manter estável no mercado, é essencial que ele conte com um bom sistema de fluxo de caixa, ou seja, a relação entre os ativos financeiros que entram e saem constantemente de tal empreendimento.

O mesmo é válido para o setor de empreiteiras, onde o seu lucro deve se manter acima dos seus gastos para manter o negócio funcionando e ao mesmo tempo investir em si mesmo. Logo, é essencial analisar frequentemente essa relação, de preferência com as planilhas.

Atenção às despesas

Por mais que seja importante investir em um negócio, para garantir que ele possa se expandir no mercado, é necessário ter atenção com os gastos que estão sendo feitos por uma construtora, para garantir que exista dinheiro em casa para arcar com suas dívidas.

Afinal, como garantir aos futuros compradores um imóvel seguro, instalado com um leitor biométrico para controle de acesso, se não existe dinheiro suficiente para pagar tal investimento e ao mesmo tempo levantar as paredes de uma casa?

Baseado no exemplo citado, é importante garantir que as despesas de um negócio sejam as menores possíveis, e quando elas ocorram seja para algo de grande valor para tais construtoras.

Tente cortar custos

Após analisar a rentabilidade de um negócio, é importante trabalhar sempre com a possibilidade de cortar possíveis gastos desnecessários. De forma até mesmo a melhor direcionar as suas despesas, aplicando suas finanças no desenvolvimento do negócio.

Como na instalação de um serviço de portaria remota para condomínios, reduzindo assim os gastos com a contratação de um profissional físico, além de garantir a renovação tecnológica de suas ofertas no setor imobiliário.

Ao seguir as dicas acima torna-se possível garantir com que o seu negócio conte com uma melhor gestão financeira. Algo de valor para que o capital de uma empresa possa crescer, após o uso de seus ganhos para fortalecer os serviços oferecidos por tal empreendimento.

Destacando assim benefícios que possam levar ao crescimento do seu negócio. Uma situação positiva que acaba por levantar uma questão específica em quem busca amplificar o sucesso de sua construtora.

Como iniciar a gestão financeira na prática?

Para dar início a esse processo de gestão de finanças é preciso, acima de tudo, conhecer a situação geral da sua companhia. Pois somente ao entender a sua realidade é que será possível trabalhar com o processo de adaptação do negócio.

Como na adoção de um sistema ex tarifário, que garanta uma diminuição em relação aos seus gastos tarifários. Algo importante para quem pensa em trabalhar com o mercado estrangeiro.

Uma adaptação que tem início na gestão financeira adequada a ser aplicada à sua construtora. Permitindo que ela alcance a mesma posição de sucesso de concorrentes como a Tenda, MPD ou Cyrela.

Empresas de destaque no ramo e que puderam alcançar o seu ponto de destaque ao trabalharem com um bom sistema de gestão financeira.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

A equipe do Guia de Investimento desenvolve centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos. Saiba mais em: https://www.guiadeinvestimento.com.br/

Continue lendo

Mercado Imobiliário

Queda da Selic e aumento nas buscas por compra de imóveis em 2024

Publicado a

I

Compreenda o cenário atual do mercado imobiliário brasileiro em 2024 e como as recentes mudanças na taxa básica de juros têm impactado as buscas por compra de imóveis. Nesse post, vamos explorar em detalhes as consequências da queda da Selic e as oportunidades que surgem para as incorporadoras, loteadoras e imobiliárias e para quem busca realizar o sonho da casa própria este ano. Não deixe de acompanhar a análise sobre as transformações econômicas e seus reflexos no setor habitacional, confira!

Redução da Taxa Selic

O cenário econômico brasileiro vem passando por mudanças significativas, refletindo diretamente no mercado imobiliário. Em meio a essas transformações, destacamos um fator crucial: a redução da taxa Selic. Na última decisão do Copom, realizada em 31 de janeiro, a taxa básica de juros foi reduzida para 11,25% ao ano, marcando o quinto corte consecutivo e atingindo seu menor nível desde março de 2022. Essa medida tem implicações diretas no setor imobiliário, estimulando um aumento nas buscas por compra de imóveis.

Aumento nas buscas por compra e venda de imóveis no Google

De acordo com dados do Google, as pesquisas relacionadas à compra e venda de imóveis cresceram significativamente em janeiro de 2024, registrando um aumento de 12,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Esse crescimento foi ainda mais expressivo em alguns estados, como Espírito Santo, Piauí e Tocantins, onde as buscas aumentaram mais de 20%.

A busca por alternativas habitacionais também se destacou, com um aumento de 25% nas pesquisas relacionadas à mudança de moradia, sugerindo um maior interesse em deixar o aluguel e investir na compra da casa própria. Esse movimento é impulsionado não apenas pela queda na taxa de juros, mas também pelo desejo de estabilidade e segurança proporcionados pela posse do imóvel.

É importante ressaltar que a Caixa Econômica Federal, como principal instituição financeira no mercado imobiliário, também foi alvo frequente das buscas, principalmente por sua atuação em programas como o Minha Casa, Minha Vida (MCMV) e pela competitividade de suas taxas de juros.

A crescente demanda por moradias próprias, refletindo não apenas uma busca por segurança financeira, mas também por estabilidade e conforto. Com a redução da taxa Selic e as oportunidades oferecidas pelo mercado, o momento se mostra propício para aqueles que desejam realizar o sonho da casa própria em 2024 e é um cenário de oportunidades de vendas para incorporadoras, loteadoras e imobiliárias.

O que você achou do conteúdo? Não deixe de continuar acompanhando as novidades do nosso blog!

Continue lendo

Mercado Imobiliário

O sonho da casa própria em 2024: pagamento à vista em destaque

Publicado a

I

O ano de 2024 promete ser marcante para muitos brasileiros que almejam conquistar a casa própria, revelam pesquisas recentes. Com 31% dos entrevistados desejando realizar esse sonho, a perspectiva é otimista, especialmente para quem planeja pagar à vista, sendo esse o objetivo de 47% dos futuros proprietários.

A pesquisa da Febraban indica que a busca por um lar próprio está alinhada com a expectativa de melhoria na vida pessoal e familiar de 74% dos entrevistados. Essa inclinação também reflete no crescimento do Minha Casa Minha Vida, impulsionando os negócios em quase 30% em comparação com 2022.

A preferência pelo pagamento à vista é confirmada pela pesquisa do Grupo OLX, revelando que 11% dos interessados planejam utilizar o saldo do FGTS para concretizar a compra. Enquanto 51% consideraram um financiamento, quase metade não busca crédito, apontando para uma abordagem cautelosa diante das opções disponíveis.

Cortes na taxa de juros em 2024 

A perspectiva de novos cortes na taxa de juros em 2024 e a reorganização do mercado de financiamentos incentivam diversas empresas imobiliárias a explorar oportunidades de rentabilidade por meio de financiamentos, destacando o momento positivo no setor.

Em paralelo, o mercado imobiliário em Santa Catarina se destaca, movimentando negócios milionários em cidades como Balneário Camboriú, Itapema e Florianópolis. Cidades como São José e Itajaí registraram valorizações expressivas, enquanto o mercado de locação de temporada apresentou crescimento significativo no verão.

Empresas especializadas, como o Espaço Smart, projetam faturar R$ 500 milhões em 2024, atendendo clientes de alto padrão com uma proposta inovadora de escolha do projeto e construção.

A pesquisa do Grupo OLX também revela que, apesar da maioria (51%) considerar um financiamento necessário, mais de 40% dos futuros compradores demoram mais de 12 meses para fechar o negócio, destacando a complexidade da decisão.

Financiamento imobiliário

O cenário de saques consecutivos na poupança nos últimos anos desafia o crédito imobiliário, sinalizando a necessidade de novas fontes de financiamento. Analistas apontam que as retiradas refletem um orçamento mais apertado e alto endividamento das famílias, destacando a importância de opções estruturais para sustentar o setor.

Em meio a esse panorama, a jornada digital se destaca, com portais imobiliários e sites de anúncios dominando a busca por imóveis, evidenciando a tendência de uma jornada cada vez mais digital, autônoma e eficiente para os futuros proprietários.

O ano de 2024 se desenha como um período promissor para o setor imobiliário, com as expectativas positivas refletindo não apenas o desejo da casa própria, mas também a busca por soluções inovadoras e estratégicas em um mercado dinâmico e em constante transformação.

Planejamento de lançamentos em 2024

Gestores Comerciais de Construtoras, existem vários discursos lindos e envolventes… mas na prática: quais são os resultados de se aplicar tecnologia em lançamentos? Glauco Farnezi, como CEO do Facilita, acompanhou lançamentos de mais de 300 construtoras nos últimos anos e analisou mais de 2,5 milhões de atendimentos e um VGV de R$ 7,6 bilhões. Ele compartilhará benchmarkings e insights com outros gestores comerciais de construtoras que querem bater suas metas de vendas nos lançamentos.

Continue lendo

Mercado Imobiliário

O seu CRM atual é adaptável ao seu processo de vendas?

Publicado a

I

Continue lendo

mais acessados do Blog

pt_BRPortuguese