Conecte-se conosco

Mercado Imobiliário

Como a Queda da Selic Afeta o Mercado Imobiliário

Selic cai e mostra espaço para redução de juros nos financiamentos imobiliários

Publicado a

I

A taxa Selic sofreu uma redução de 0,5% em sua última decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central (COPOM). Esse movimento, que já é o terceiro consecutivo, levou a taxa a seu menor patamar desde maio de 2022, fixando-a em 12,25% ao ano. Embora os juros ainda permaneçam elevados, a redução sinaliza um cenário mais favorável para os financiamentos imobiliários.

A expectativa é que na próxima reunião do Copom, em dezembro, a Selic sofra uma nova queda de 0,5 ponto percentual, encerrando o ano em 11,75%. As projeções do mercado, conforme a pesquisa Focus divulgada semanalmente pelo Banco Central, indicam que a Selic deve encerrar 2024 em 9,25% ao ano, demonstrando a perspectiva de continuidade no processo de redução.

Entretanto, mesmo com a trajetória de queda, ainda existem incertezas que pairam sobre o mercado. A situação das contas públicas no Brasil e as taxas de juros elevadas em economias desenvolvidas podem influenciar o ritmo da redução da Selic. Como afirmou Ieda Vasconcelos, economista da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC):

“As incertezas relacionadas às finanças públicas e as taxas de juros globais podem impedir uma aceleração na redução da Selic”

Portanto, embora haja um cenário otimista, ainda é importante observar esses fatores que podem influenciar o mercado.

Possível impacto positivo da prolongada “novela” da correção do FGTS

A discussão sobre a nova correção do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) parece que continuará se estendendo por mais tempo. Isso é visto como um desenvolvimento positivo, especialmente para o setor habitacional popular.

Essa prolongação permite que o mercado imobiliário popular mantenha suas expectativas, uma vez que a discussão sobre o FGTS é vista como uma questão crítica para o setor.

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem sido palco de discussões sobre a correção do FGTS, incluindo a possibilidade de substituir a atual correção pela Taxa Referencial (TR) por um índice de inflação, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) ou o IPCA-E. Essas decisões podem ter impacto direto na remuneração das contas vinculadas ao FGTS.

O governo e as centrais sindicais têm buscado um acordo para resolver essa questão, mas até o momento, não houve sucesso.

A prolongação dessa “novela” traz alívio e expectativas positivas para o setor habitacional popular, que depende do FGTS como fonte de financiamento para diversas áreas, incluindo habitação, saneamento básico e moradias de interesse social.

Valorização do mercado imobiliário em 2023

Em 2023, o mercado imobiliário registrou uma valorização no preço de venda de imóveis residenciais, com uma alta de 4,43% de janeiro a outubro, de acordo com o Índice FipeZAP. O município de São José, em Santa Catarina, liderou esse movimento com uma valorização de 17,11% no preço dos apartamentos. Mesmo com essa alta, Balneário Camboriú ainda mantém sua posição como a cidade com o metro quadrado mais valorizado do Brasil.

Essa valorização é observada em diversos municípios de Santa Catarina, com Florianópolis liderando o ranking das cidades que mais se valorizaram. O crescimento populacional e o investimento em infraestrutura têm impulsionado o mercado imobiliário na região. São Paulo, que historicamente liderou o ranking de imóveis caros, agora ocupa a quinta posição devido ao rápido desenvolvimento urbano e ao perfil dos imóveis.

Mudanças nas regras do MCMV

O Ministério das Cidades promulgou a Portaria 1.373/2023, que traz alterações nas regras de propostas de empreendimentos habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV). Essa medida traz mudanças nas regras de contratação de empreendimentos habitacionais e estabelece a meta de contratação para a linha de provisão subsidiada de unidades habitacionais novas em áreas urbanas.

Essas mudanças permitem que o Ministério das Cidades suspenda temporária ou permanentemente a protocolização de propostas de empreendimentos habitacionais do MCMV junto aos agentes financeiros. Isso busca garantir uma análise mais criteriosa e melhor aplicação dos investimentos.Como podemos observar, o mercado imobiliário em 2023 enfrenta um cenário de redução da taxa Selic, promulgação da discussão sobre a correção do FGTS, valorização de imóveis em diversas cidades e mudanças nas regras do MCMV.

Em meio a essas pautas, o setor permanece otimista e atento às mudanças, aguardando possíveis surpresas positivas no ano de 2024. Agora, é essencial manter-se atento a essas tendências e decisões para garantir o sucesso no mercado imobiliário em 2024. Não perca nenhuma atualização! Cadastre-se em nossa Newsletter e receba conteúdos como este diretamente em sua caixa de entrada de e-mail.


Conheça nossa Redatora e Analista de Marketing! Especialista em Marketing Digital, Gestão de Vendas e Letramento Informacional, Elen é uma verdadeira apaixonada por desvendar os segredos do mercado imobiliário. Sua missão é ajudar você a aprimorar processos e manter-se atualizado com as mudanças constantes do setor. Prepare-se para uma jornada de vendas fácil, descomplicada e transformadora, com conteúdo que fará toda a diferença!

Mercado Imobiliário

Transformações e desafios no mercado imobiliário brasileiro: um panorama atual

Publicado a

I

O mercado imobiliário brasileiro passa por um momento de transformação significativa, impulsionado por mudanças regulatórias, escassez de mão de obra qualificada e novos padrões de demanda. Este post analisa alguns dos principais desafios e oportunidades que moldam o setor atualmente.

Mudança no cálculo do FGTS: uma nova perspectiva para as incorporadoras de baixa renda

A recente alteração no cálculo do FGTS trouxe alívio para as incorporadoras focadas em projetos de baixa renda. Anteriormente, o cálculo considerado para o FGTS criava barreiras financeiras significativas, dificultando o acesso a financiamento por parte da população de baixa renda. Com as novas regras, há uma expectativa de que mais famílias possam realizar o sonho da casa própria, estimulando o mercado de habitação popular e, por consequência, ampliando as oportunidades para incorporadoras atuantes neste segmento .

Escassez de trabalhadores qualificados e o papel da tecnologia na construção civil

Outro ponto crítico enfrentado pelo setor é a escassez de trabalhadores qualificados. A construção civil no Brasil tem lutado para atrair e reter talentos, um problema agravado pela falta de investimentos em capacitação e formação profissional. Para mitigar essa escassez, muitas empresas estão investindo em novas tecnologias, como a construção modular e o uso de inteligência artificial para otimizar processos. Essas inovações não só melhoram a eficiência, como também reduzem a dependência de mão de obra intensiva, marcando uma transição para métodos construtivos mais modernos e sustentáveis .

Desempenho do mercado imobiliário em São Paulo: uma análise dos últimos lançamentos

São Paulo continua a ser o principal polo imobiliário do Brasil, representando cerca de 25% do valor e do número de lançamentos no país. No entanto, há uma tendência notável: a maioria dos novos projetos são compactos, com até dois dormitórios e não mais que 45 metros quadrados. Esse fenômeno reflete uma mudança nas preferências dos consumidores, que buscam soluções habitacionais mais acessíveis e adequadas ao estilo de vida urbano contemporâneo .

Reforma Tributária e suas implicações para a construção civil

A reforma tributária em discussão no Brasil tem gerado apreensão entre os profissionais do setor da construção civil. As novas propostas podem aumentar a carga tributária para empresas de construção, afetando a viabilidade econômica de novos projetos. Entidades como o SindusCon-SP têm levado essas preocupações ao governo e ao legislativo, buscando alternativas que não comprometam o crescimento do setor. O diálogo constante entre os representantes da construção civil e as autoridades é crucial para assegurar que as mudanças tributárias sejam implementadas de forma equilibrada e justa.

Painel de indicadores do mercado imobiliário e setor da construção

IndicadorDataVariação MêsAcumulado 12 Meses
INCC-MMaio/2024+0,59%+3,68%
INCC-DIMaio/2024+0,86%+4,05%
CUB Médio BrasilAbril/2024-0,05%+2,68%
IGP-MMaio/2024+0,89%-0,34%
IVARMaio/2024+0,21%+9,46%
FipeZap Residencial VendaAbril/2024+0,66%+5,76%
Rendimento PoupançaAbril/2024+0,59%+7,62%
SELICReunião COPOM 08/05/2024-0,25%Taxa Selic Atual: +10,50%
T.R. (Taxa Referencial)Junho/2024+0,0365%+1,10%

Resumo dos indicadores:

  • INCC-M (Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado): Indica a variação mensal e anual dos custos de construção, importante para monitorar a inflação no setor.
  • INCC-DI (Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna): Outro índice que mede a variação de custos na construção, com foco em disponibilidade interna.
  • CUB Médio Brasil (Custo Unitário Básico): Média nacional do custo por metro quadrado, essencial para orçamentos de construção.
  • IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado): Índice amplamente utilizado para reajuste de contratos de aluguel, medindo a inflação.
  • IVAR (Índice de Variação de Aluguéis Residenciais): Reflete as mudanças nos preços dos aluguéis residenciais.
  • FipeZap Residencial Venda: Índice de preços de venda de imóveis residenciais em diversas cidades brasileiras.
  • Rendimento Poupança: Taxa de rendimento da poupança, comparativo importante para investimentos.
  • SELIC (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia): Taxa básica de juros, influenciando o custo do crédito e a economia em geral.
  • T.R. (Taxa Referencial): Usada para correção de contratos e investimentos, como a poupança.

Perspectivas para o futuro

O mercado imobiliário brasileiro está em constante evolução, enfrentando desafios complexos enquanto se adapta às novas realidades econômicas e sociais. As mudanças no FGTS, a escassez de mão de obra qualificada, a introdução de novas tecnologias e a reforma tributária são apenas alguns dos fatores que influenciarão o setor nos próximos anos. Para as incorporadoras e construtoras, entender e se adaptar a essas transformações será essencial para prosperar neste cenário dinâmico.

Para se manter atualizado sobre as últimas novidades e tendências do mercado imobiliário brasileiro, acompanhe o Blog do Facilita e não perca nossos próximos artigos!

Continue lendo

Dicas

Insights do Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos

Publicado a

I

Na mais recente edição da série de lives “Facilita Aí”, discutimos o “Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos”, trazendo insights valiosos para profissionais do mercado imobiliário. Este tema é essencial para quem deseja entender as tendências e estratégias que estão moldando o setor.

Principais insights do panorama de vendas abordados na live

1. Tempo de Atendimento e Conversão Você sabia que o tempo de atendimento pode influenciar diretamente as taxas de conversão no mercado imobiliário? Durante a live, apresentamos dados que mostram que clientes atendidos em até 5 minutos têm uma probabilidade muito maior de fechar negócio. Isso porque a agilidade no atendimento demonstra eficiência e interesse, aspectos valorizados pelos clientes.

2. Comunicação Digital com Clientes No mundo digital, a forma como você se comunica com os clientes pode fazer toda a diferença. Exploramos estratégias para engajar potenciais compradores através de mensagens personalizadas, uso de chatbots para respostas rápidas e a importância de um follow-up eficiente. Também discutimos como ferramentas de CRM, como o Facilita, podem ajudar a gerenciar esses contatos e manter um relacionamento próximo e produtivo.

3. Dicas para Anúncios em Portais Outra parte crucial da live foi dedicada a dicas práticas para criar anúncios atrativos em portais imobiliários. Entre as sugestões, destacamos a importância de descrições detalhadas e honestas, fotografias de alta qualidade e a utilização de palavras-chave relevantes para melhorar a visibilidade do seu anúncio.

4. A Importância dos Relatórios BI Além das estratégias de comunicação e anúncios, enfatizamos o papel dos relatórios BI (Business Intelligence) para acompanhar o desempenho de vendas e atendimento. CRMs como o Facilita oferecem relatórios BI que permitem uma análise detalhada do desempenho da equipe, ajudando a identificar pontos fortes e áreas que precisam de melhoria.

Baixe o panorama completo

Para aprofundar seu conhecimento sobre o “Panorama de Vendas da Incorporação e Loteamentos”, disponibilizamos o relatório completo para download. Acesse o link abaixo e tenha acesso a dados detalhados e análises que podem transformar sua estratégia de vendas:

Próximos passos

Para aqueles que não puderam assistir à live ao vivo, o vídeo está disponível no nosso canal do YouTube. Não perca a oportunidade de se atualizar e aprender com especialistas do setor.

A série de lives “Facilita Aí” continua trazendo temas relevantes e insights práticos para o mercado imobiliário. Acompanhe nossos próximos episódios e mantenha-se atualizado com as melhores práticas e inovações do setor. Para mais informações e conteúdos exclusivos, visite o blog do Facilita.

Continue lendo

Dicas

A venda persuasiva morreu. E agora?

Publicado a

I

Na mais recente edição da série de lives “Facilita aí”, promovida pelo Facilita, foi discutido o tema “A venda persuasiva morreu. E agora?”. Com a participação de especialistas em vendas e marketing, a live explorou como as abordagens de vendas estão evoluindo e o que os profissionais do setor imobiliário podem fazer para se adaptar a essas mudanças.

A Evolução das Técnicas de Vendas

  1. Foco na experiência do cliente: a venda tradicionalmente persuasiva, que se baseia em argumentos agressivos e insistência, está perdendo espaço para abordagens que priorizam a experiência do cliente. Hoje, o consumidor valoriza uma relação de confiança e transparência com a marca.
  2. Consultoria em vendas: os vendedores estão se tornando mais consultores do que vendedores. Isso significa entender profundamente as necessidades e desejos dos clientes, oferecendo soluções personalizadas que realmente agregam valor.
  3. Tecnologia e automação: a tecnologia está desempenhando um papel crucial na transformação das vendas. Ferramentas de CRM, automação de marketing e análise de dados permitem um entendimento mais preciso do comportamento do cliente e a personalização do atendimento.

Exemplos práticos

Durante a live, foram discutidos exemplos práticos de empresas que adotaram essas novas abordagens e conseguiram resultados impressionantes. Ao focar na construção de relacionamento e no fornecimento de valor real, essas empresas não só aumentaram suas vendas, mas também a fidelidade dos clientes.

A venda persuasiva, como conhecíamos, está se transformando. Para ter sucesso no mercado imobiliário atual, é essencial adotar uma abordagem centrada no cliente, utilizando tecnologia e técnicas de consultoria para oferecer uma experiência superior.

E não para por aí! Nossas lives são um evento semanal imperdível para todos os profissionais do mercado imobiliário que desejam se manter à frente da concorrência. Não perca a próxima transmissão, todas as terças-feiras às 11h da manhã, transmitidas pelo Instagram, YouTube, LinkedIn e Facebook do Facilita.

Junte-se a nós nessa jornada de conhecimento e networking e leve sua gestão imobiliária para o próximo nível!

Para mais informações e insights, não deixe de conferir as outras edições da série “Facilita aí” e acompanhe nosso blog para ficar por dentro das últimas tendências e melhores práticas no setor imobiliário.

Continue lendo

mais acessados do Blog

pt_BRPortuguese